Ajudôu e Apae,

uma parceria campeã em 2019

Alunos da Apae durante aula de judô que promove a saúde e inclusão socialNeste ano, as aulas da ONG Ajudôu contribuíram diretamente para o desenvolvimento de pessoas com deficiência em Timóteo, São José do Goiabal, Nova Era e Brumadinho

Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (3 de dezembro), o Ajudôu celebra mais um ano de conquistas e ótimos resultados no atendimento dessa turma especial. A entidade do 3° setor de Timóteo atende, atualmente, além da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de sua cidade, as instituições de Brumadinho, Nova Era e São José do Goiabal.

A Apae sempre foi um referência em responsabilidade social. É uma entidade que tem como objetivo tratar, prevenir a deficiência e promover o bem-estar e desenvolvimento da pessoa com necessidades especiais. Com o Ajudôu, no lugar dos quadros e carteiras das salas entraram os quimonos e tatames no dojô (local de treino de judô).

Por isso, as aulas de judô são especialmente planejadas para os apaeanos, com atividades que mesclam técnicas básicas da arte marcial japonesa e recreação para desenvolver o lado físico e cognitivo simultaneamente.

Durante o ano, os atletas tiveram um avanço considerável, principalmente na parte motora, que são facilmente percebidos. São realizadas duas aulas por semana em cada instituição. Movimentos como o agarrar, empurrar, puxar e golpear, aliados à agilidade, força e equilíbrio são muito exigidos durante os treinamentos.

“O Projeto Ajudôu nasceu em 1995 dentro da Apae de Timóteo. Pode-se dizer que este cordão umbilical sempre guardou um carinho e uma parceria entre às duas instituições. Toda oportunidade que temos para atuar em uma Apae não pensamos duas vezes. Temos certeza que o judô contribui muito para o desenvolvimento dos alunos”, conta Júlio César Lana Jaques, fundador do Ajudôu.

5 regras básicas para o treino do Ajudôu dentro da Apae

O Ajudôu trabalha com com 5 premissas dentro da Apae, pois aluno especial realmente precisa de uma aula especialmente individualizada. Os professores sempre estão atentos a necessidade de cada um. Abaixo segue a lista da nossa metodologia: 

  1. Aprenda o que funciona para cada indivíduo;
  2. Adaptar técnicas para atender às suas necessidades;
  3. Trabalhe do chão para cima (Priorizar katame-waza – técnicas de solo); 
  4. Aumente o nível de contato gradualmente;
  5. Mantenha o aluno divertido e motivado.

Fechamento do Ciclo 2019 dos Treinos de Judô nas Apaes

Em Timóteo, o trabalho é realizado em parceria com a Prefeitura e contempla cerca de 80 alunos. As aulas de 2019 já foram encerradas, na semana passada, com uma homenagem emocionante feita pela Apae para os mestres do Ajudôu que trabalham na instituição. Teve muitos sorrisos, lagrimas e sensação de dever cumprindo de ambas as instituições.

“O Ajudôu veio de encontro aos trabalhos já realizados na Apae de Timóteo. O projeto tem agregado muito, principalmente no desenvolvimento físico e crescimento social dos alunos. Ver os sorrisos e a vontade deles para a próxima aula é maravilhoso”, destaca Pollyanne Severino, Diretora da Apae de Timóteo.

Em cidades menores, como São José do Goiabal, a atuação do Ajudôu se torna ainda mais relevante. Na cidade, a aula de judô é a única opção de esporte especializado para as pessoas com deficiência.

“Esse projeto só ajuda a gente. Nossos alunos fazem exercícios exclusivamente nas aulas de judô. Antes, eles tinham dificuldade de fazer até rolamento. Agora, eles já fazem. Se desenvolveram muito”, comenta Rosinha Severino, Diretora da Apae de São José do Goiabal.

 As aulas do Ajudôu nas Apaes de Timóteo, Brumadinho e São José do Goiabal voltam no ano que vem com o calendário escolar.

Sobre o Ajudôu.Org

O Ajudôu é uma Organização não Governamental, reconhecida pela utilidade pública nas esferas municipais e estadual. Foi fundado em 1995, em Timóteo-MG, e já atendeu mais de 23 mil crianças e adolescentes com aulas de judô e outros esportes gratuitamente. Atualmente, o Ajudôu está presente em mais de 20 cidades mineiras.

 

Related Posts

Deixe um comentário